Uma Viagem à Metade do Mundo

Quero espalhar um bocadinho do meu amor por Quito. É uma das cidades que mais gosto da América Latina. Vivi lá três anos e sempre tinha alguma nova coisa para conhecer. Hoje vou focar-me mais na sua geografia.

Quito é uma cidade que está rodeada por vulcões e foi fundada perto de um. Ao seu redor encontram-se os vulcões Cotopaxi, Cayambe, Antisana, e Pichincha Este último é onde Quito foi fundado e tem três elevações: o Rucu Pichincha, o Guagua Pichincha e o Condor Guachana. Estes vulcões agora estão extintos ou adormecidos, exceto o Cotopaxi que tem atividade vulcânica desde o ano passado.

São estes vulcões que trazem uma vista única a Quito. Quando o céu está limpo,  é possível ver-se pelo menos três picos nevados. O Cotopaxi é o mais comum e o mais fácil de ver durante o dia. É das coisas mais lindas que gostava de ver. Mesmo depois de tanto tempo nunca me cansei de ver o Cotopaxi na ida para escola. Era tão lindo perceber como da cidade via-se ao longe algo tão grande. Quando se sobe aos montes mais altos, conseguimos ver mais do que os quatro vulcões que rodeiam Quito, como por exemplo muitos dos vulcões do Cinto Vulcânico dos Andes.

Mas Quito também tem das suas atrações turísticas no centro da cidade. O que não faltam são igrejas, muito lindas por acaso, e parques. São tantas as igrejas que existe uma rua que se chama “Calle de las 7 cruzes”, onde podemos conhecer sete igrejas históricas do centro de Quito. A “Basilica del Voto Nacional” é das mais importantes e conhecidas da cidade. Os parques também são muito bonitos para passar lá a tarde com amigos.

Apesar destas lindas coisas que Quito oferece, nenhum destes lugares é o meu favorito!. Na verdade tenho dois naquela cidade! O primeiro é o teleférico. Este é um teleférico, desculpem a redundância, que nos leva ao ponto mais alto de Quito, o vulcão Pichincha. Desde lá de cima podemos ver a cidade inteira! Quer dizer, nem dá para ver o princípio e o fim de quão extensa que é. E com um dia bem planeado,  podemos fazer uma caminhada que nos leva até ao Rucu Pichincha. Aqui entre nós, tentei fazer essa caminhada uma vez, mas não foi lá grande ideia! Nem metade do caminho consegui fazer… Caminhar a mais de 4.000 metros sobre o nível do mar custa a esta menina.

O meu segundo lugar favoritoé o Panecillo. Este é um pequeno monte mais alto no centro da cidade. Lá puseram uma virgem à qual lhe deram o nome de “Virgen de Quito”. Mais uma vez, desde esse lugar podemos ver a cidade para o norte e para o sul e para quem a conhece, é possível identificar alguns lugares. Divertia-me muito em fazer isso. Contemplar a beleza dessa cidade era das coisas que mais gostava de fazer.

Espero um dia poder voltar lá. Não só a Quito mas ao Equador. Nunca se sabe o que se pode encontrar por lá.

Advertisements