Um Toque de Maquilhagem

Admito que não tenho paciência para sentar-me à frente do computador com tutoriais de maquilhagem do YouTube. Já tentei segui-los, mas requerem muito cuidado da minha parte para conseguir fazer as coisas como deve ser.  Por exemplo, contouring é algo que não consigo fazer. Por mais que eu tentasse, algo ia sair mal. Mas apesar de não conseguir fazer o mais complexo, consigo fazer coisas mais básicas. Assim, aprendi que não preciso esconder tudo o que está de errado em mim. Aprendi a gostar das minhas imperfeições. Aprendi que apesar de ter borbulhas na cara, não sou assim tão feia.

Desde pequena que gosto muito de ver séries sobre como vestir e como usar a maquilhagem da melhor forma. E sempre ouvi “a maquilhagem realça a tua beleza. Portanto, não precisas de usar muito, só o suficiente.”. É algo no qual eu sempre acreditei e sempre me ajudou a ser razoável com a maquilhagem, mas também não usá-la de vez em quando não faz mal a ninguém. Ao menos é assim que eu penso. Há dias em que realmente tenho preguiça de me maquilhar!

Mas eu gosto muito de maquilhagem!! Muito mesmo. Desde os 12 ou 13 anos que ando com rímel e lápis nos olhos. É o que comecei a usar e agora só procuro melhorar a forma em que uso a maquilhagem. No entanto, foi um processo gradual e uma evolução mais lenta. Só depois de 5 anos a usar sempre lápis e rímel é que comecei a usar base, corretor e sombras. Neste momento ando apaixonada pelos batons! E agora que os batons matte estão na moda, são a minha primeira escolha. Não há nada que mais goste do que ter lápis e rímel nos olhos e um batom mais forte nos lábios.

Advertisements